Comitê Paulista e Sutaco promovem palestra para difundir artesanato na Copa

A Copa do Mundo de 2014 não acontece só nos estádios. Essa foi uma das importantes lembranças que Raquel Verdenacci fez nesta terça-feira (12) em palestra na Sutaco – Superintendência do Trabalho Artesanal nas Comunidades, do Governo do Estado, para cerca de 300 artesãos. A apresentação faz parte do trabalho conjunto do Comitê Paulista da Copa do Mundo Fifa™ com a Sutaco para promover o trabalho artesanal paulista durante o evento, buscando viabilizar e fomentar seu desenvolvimento e comercialização.

Raquel Verdenacci fala a artesãos da Sutaco

Além dos gramados, a Copa do Mundo será percebida nos hotéis, aeroportos, eventos de exibição pública e Fan Fest, nas cidades dos Centros de Treinamento de Seleções, e nos pontos turísticos de todo o Estado. “Temos de trabalhar juntos para sair do lugar comum e buscar oportunidades para todos”, lembrou Raquel, coordenadora executiva do Comitê Paulista. Para isso, o próximo passo é trabalhar com um calendário de eventos e apresentar um catálogo de produtos, com capacidade de produção e estimativa de preços para buscar alternativas de divulgação e comercialização para geração de renda, inclusão social e promoção do artesanato paulista.

A artesã Marina Toledo, do Butantã, em São Paulo, já trabalha pensando na Copa. “Já temos até algum estoque. Trabalho com a história de São Paulo, suas imagens e iconografia”, explica. Marina produz objetos como porta-copos, risque-rabisque, bandejas, imãs de geladeira, entre outros. Para a Copa, já está fazendo os produtos com conteúdo em inglês, contando a história de marcos da cidade como, por exemplo, uma série de imãs com as obras de Oscar Niemeyer em São Paulo.

Além de listar inúmeras possibilidades de linhas de produtos que podem ser desenvolvidos com foco na competição e de responder dúvidas dos artesãos, a coordenadora do Comitê Paulista também lembrou sobre o cuidado no uso de marcas e logotipos nos produtos.  Por se tratar de um evento privado, o uso de marcas registradas requer o processo de licenciamento de produtos. Uma alternativa é usar referências do Estado e das cidades paulistas, da fauna, da cultura, entre outros.

Artesanato paulista

 Sutaco

A Sutaco é uma autarquia vinculada à Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT) com a responsabilidade de oferecer oportunidades de geração de renda aos artesãos e promover o desenvolvimento local de modo economicamente viável, socialmente justo e ambientalmente responsável. A autarquia também resgata as formas tradicionais de expressão do povo paulista, o “saber fazer” de diversas pessoas e comunidades, e acompanha as tendências da produção artesanal.